Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


IMPRESSO PARA CANDIDATURA CORPOS SOCIAS




calendário

Setembro 2007

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Pais e A Escola

Sábado, 22.09.07
PAIS E ESCOLA
 
A Escola, ao contrário do que muitos pais pensam, não é “aquele lugar” onde as crianças passam os dias com a obrigação de aprender alguma coisa e onde os professores têm todas as responsabilidades
 
A escola faz parte do quotidiano familiar da criança e os pais devem estar envolvidos em todo o processo de aprendizagem.
 
Pode-se dizer que a escola é o prolongamento do lar, onde o aluno se socializa com os outros e partilha a sua rotina pessoal. Assim a colaboração dos pais com os professores ajuda a resolver muitos dos problemas escolares dos filhos.
 
O conhecimento do que se passa na escola, quais os seus princípios educativos e quem são os professores, capacita os pais a partilharem mais activamente na sua vida escolar do seu filho. É necessária, então, uma interacção contínua entre todas as partes envolvidas.
 
Para os pais, participar na escola não deve ser só “receber informação”. É preciso que façam sugestões e tomem algumas decisões em conjunto com os professores.
 
Aliás, os professores e pais não se devem ver como inimigos. São ambos um complemento importante na educação das crianças.
 
Infelizmente, muitas vezes, as causas da abstenção dos pais na vida escolar dos filhos passa pelos seus rígidos horários de trabalho. Acompanhar o percurso escolar da criança, neste aspecto, torna-se bastante difícil, principalmente quando se está cansado e com falta de paciência.
 
Desta forma, e uma vez que pode não ser possível participar mais activamente, o ideal é que os pais participem, pelo menos, nas reuniões trimestrais com o professor. Nelas terão oportunidade de se certificar do trabalho escolar que tem sido desenvolvido e receber esclarecimentos.
 
Sempre que possível, será útil para o bom desenvolvimento escolar da criança o envolvimento dos pais também nos seguintes aspectos:
 
 
Pais e Escola
 
  • Comparecer na Escola sempre que pedido ou por iniciativa própria;
  • Participar activamente e cooperar em actividades extracurriculares;
  • Incentivar a criança a usar a Biblioteca da Escola; se existir.
 
 
Pais, Filhos e Escola
 
  • Incutir nas crianças/alunos a compreensão nítida da necessidade de respeito pelo trabalho, o horário, os professores e as exigências disciplinares da Escola;
  • Incentivar a criança a participar nas actividades promovidas pela Escola.
 
Em Casa
 
  • Proporcionar um local adequado em casa para que a criança possa estudar e fazer os trabalhos de casa;
  • Respeitar algum silêncio quando a criança estiver a fazer os trabalhos de casa, para que seja um momento de concentração que permita uma melhor apreensão dos conteúdos das aulas;
  • Esclarecer, em acordo com a criança, um horários para a realização dos trabalhos escolares.
 
 
Em Geral
 
 
  • Procurar criar o hábito de ser assídua e pontual às aulas;
  • Atribuir pequenas responsabilidades, ajudando a criança a organizar-se nas actividades escolares para torná-la mais independente e segura de si;
  • Mostrar interesse em tudo o que a criança realiza, incentivando-a nas pesquisas e esclarecendo dúvidas, sem no entanto, fazer os trabalhos por ela;
  • Favorecer o seu desenvolvimento de acordo com a sua capacidade, não fazendo comparações com os colegas, mas estimulando-a a superar-se;
  • Se optimista perante a vida em geral, criando um ambiente positivo.
 
 
 
 
Acima de tudo, lembre-se que a escola é também um local de trabalho. É preciso que as crianças tirem o máximo partido do tempo que passam com os colegas e professores e que o façam de uma forma responsável e sentindo que têm todo o apoio que os pais lhes podem dar.
 
 
 
 
Gentilmente cedido pela Ap EB1/JI Cabanelas
O nosso muito obrigado por este ensinamento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Escola Qtª Morgados às 22:08

ACTIVIDADES EXTRA CURRICULARES INSCRIÇÃO E REGULAMENTO

Quinta-feira, 20.09.07
REGULAMENTO GERAL DAS ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR 2007/2008
·          A frequência das Actividades de Enriquecimento Curricular AEC ) é gratuita;
·          Todos os alunos que frequentarem as AEC receberão o manual de inglês e o livro de actividades;
·          Os alunos subsidiados que frequentem as AEC receberão um caderno, uma caneta, um lápis, uma borracha e um afia;
·          As AEC serão realizadas em dois dias semanais alternados e em horário extra curricular (a divulgar brevemente), sendo que o Inglês terá uma carga semanal de 2X60min. e a Música e a Actividade Física e Desportiva terá uma carga horária de 2X45 min.;
·          Na medida do possível, as turmas terão todas as actividades nos mesmos dias;
·          As actividades realizar-se-ão nas instalações da Colectividade Desportiva, União Recreativa Juventude de Fernão Ferro em salas devidamente equipadas para as actividades e no campo de jogos;
·          Os alunos poderão almoçar na escola antes ou após as aulas (conforme o caso) pelo montante em vigor;
·          Os Encarregados de Educação, ou alguém por eles mandatado, deverão garantir o transporte dos alunos para as actividades;
·          Os alunos cujos Encarregados de Educação não possam garantir o transporte Escola-Clube (ou vice-versa), a Temos Futuro, Lda. fará o acompanhamento dos alunos Escola-Clube (ou vice-versa);
·          Os alunos a partir do momento em que estão inscritos nas actividades a sua frequência é obrigatória;
·          Os alunos inscritos  nas AEC estarão abrangidos pelo Regulamento Interno do Agrupamento de Escolas de Pinhal de Frades nos direitos e nos deveres;
·          Os alunos nas AEC estarão cobertos pelo seguro escolar;
·          Os alunos serão avaliados, nestas actividades pelas suas atitudes, empenho, comportamento, participação, relação com o material, colegas e professores;
·          Os alunos deverão levar o material mínimo necessário para as actividades em que estão inscritos, nomeadamente:
o         Para o Inglês: manual, livro de actividades, caderno/dossier da disciplina e material de escrita;
o         Para a Música: Caderno da disciplina, material de escrita e flauta (quando pedida);
o         Para a Actividade Física e Desportiva: fato de treino ou calções e camisola, ténis ou sapatilhas e material de higiene pessoal;
·          Os professores das AEC terão uma relação privilegiada com o professor titular, pelo que, este estará a par de todo o processo ensino/aprendizagem dos seus alunos nestas actividades, tomando em consideração o desempenho nas AEC para a avaliação final do aluno;
·          Os casos omissos, serão decididos e resolvidos pelo Agrupamento de Escolas Pinhal de Frades e/ou pela Temos Futuro, Lda.
 
Recortar e entregar na escola.
DECLARAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO
 
Eu, …………………………………………................................., Encarregado de Educação do aluno ………………………………………….…………., nº ……, da Turma …….., do ……º ano, da Escola …………………………………….., autorizo o meu educando a frequentar o Inglês, a Musica e a Actividade Física e Desportiva (riscar as actividades em que não se inscreve) das Actividades de Enriquecimento Curricular. Declaro ainda, conhecer e aceitar as regras de frequência das Actividades de Enriquecimento Curricular.
…………………., …… de Setembro de 2007
 
O Encarregado de Educação do Aluno
 
……………………….………………………..
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Escola Qtª Morgados às 23:12

CARTA ABERTA DE UM PROFESSOR

Quinta-feira, 20.09.07
 
 
         Exmo Sr. Encarregado de Educação
        Os meus respeitosos cumprimentos.
        Este ano, sou professor de matemática do seu filho(a) e desde já desejo que ele tenha sucesso nesta disciplina. Nesse sentido estarei atento e farei o possível para que o seu educando aprenda cada vez mais e melhor.
        Um professor educa numa disciplina; como um jardineiro que apenas cultiva rosas. Mas todos juntos, pais e professores, podemos fazer um lindo jardim.
        Mas o sucesso do seu filho(a) não depende apenas do professor. Antes de mais, ele terá que dizer "Eu quero aprender!".
        E os pais têm o papel mais importante.
        Ao fim do dia, pergunte ao seu filho(a) "O que aprendeste hoje na aula de matemática?".
        E não fique satisfeito com uma resposta do tipo "Aprendi muitas coisas!" ou "Resolvi equações!". Vá mais longe e faça perguntas de modo que ele lhe ensine o que aprendeu hoje na aula. Se for preciso peça-lhe que escreva ou faça desenhos.
        Faça-lhe muitas perguntas. Mesmo que ele diga "não sei!" ou "ainda não estudei!".
        O que lhe proponho é que dedique cinco minutos por dia ao seu filho conversando sobre a escola e o que ele aprende lá. Pergunte-lhe tudo o que lhe apetecer. O mais importante é que converse com ele e que o observe. Desta forma já está a ajudá-lo a estudar.
        Não fique triste por não compreender tudo o que ele diz. É natural. Mas não desista facilmente. Se ele sofre de um caso de "preguiça", ajude-o a ganhar motivação e autoconfiança.
        Preocupe-se com a forma de estudar do seu educando e se necessário ajude-o a criar um método de estudo. Será que ele já leu algum livro sobre métodos de estudo? A biblioteca da escola tem alguns (mas é preciso ler o mesmo livro algumas vezes para aprender a estudar). A predisposição para aprender ganha-se cedo mas facilmente se perde. É preciso ser paciente e persistente.
        Nos primeiros dias poderá ter dificuldades em comunicar com ele ou mesmo aborrecer-se. Mas se conversar frequentemente, ao fim de algumas semanas verificará que "Afinal conheço o meu filho!" e que "Ajudei-o a pensar".
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Escola Qtª Morgados às 21:10




Contador de Visitas