Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


IMPRESSO PARA CANDIDATURA CORPOS SOCIAS




calendário

Novembro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Informações Sobre "Gangue Palhaço"

Sexta-feira, 27.11.09

Olá A Todos,

 

Tem havido muita especulação sobre este Mito Urbano.

A fim de esclarecer o que anda a circular nas escolas do nosso agrupamento, resolvi transcrever um artigo do DN, ler  mais blog da União.

 

http://uniaoappinhalfrades.blogs.sapo.pt

 

Cumprimentos

 

Fernanda

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Escola Qtª Morgados às 13:45

Boletim nº 2 - DEZEMBRO 2009

Sexta-feira, 27.11.09

Associação de Pais e Enc. de Educação

da EB1/JI Quinta dos Morgados

E-mail: escolaff@sapo.pt – Blog: escolaff.blogs.sapo.pt


 

Caros Pais e Encarregados de Educação,

No nosso segundo boletim, vamos partilhar convosco as nossas últimas acções e o que temos em mente para o final deste período.

No passado Sábado 14.11.2009 um pequeno grupo de pais e filhos, munidos de luvas, vassouras e pás, lançaram-se na brava missão de limpeza do recinto do recreio.
Havia muitos pacotes de leite vazios espalhados pelo chão, que foram todos apanhados, mas também foram encontrados pedaços de vidro e inúmeras beatas de cigarro, provavelmente ainda restos das eleições, e que pelo visto, a câmara não limpou em condições. No fim tínhamos cinco sacos do lixo dos grandes cheios e um recinto limpinho. Agora é só manter assim, e para tal contamos que sensibilizem as crianças para que á
semelhança do que já fazem em casa e na rua, que não se deve atirar lixo para o chão, mas sim, colocar o lixo no lixo. Neste âmbito, também já foram pedidas papeleiras à Câmara Municipal para o recinto escolar.

Também alertámos a Câmara Municipal para o ‘lago’ que existe no recreio, pedindo que se resolvesse este problema do piso, para evitar que as crianças se molhem nas suas brincadeiras.

Vamos adquirir para o ginásio uma tabela de Basquete, que será montada a quando da nossa próxima reunião, no dia 5.12.2009.

Para angariar fundos para a nossa associação, iremos rifar um cabaz de Natal. Este Cabaz, será feito no dia 5.12. com ofertas dos Pais. Agradecemos desde já o que nos poderão trazer, como por exemplo uns bombons, uma garrafita, etc.,  e também iremos necessitar de voluntários para a venda das rifas. 

Temos um patrocinador da caixa de primeiros socorros, que merece a justa divulgação no nosso boletim. Trata-se da nova Parafarmácia FARMA DOS REDONDOS que gentilmente nos ofereceu vários artigos para tratar os alunos que sofram pequenos acidentes:

 

FARMA DOS REDONDOS 

JUNTO À ROTUNDA GRANDE DOS REDONDOS

 

Surgiu a ideia para este NATAL de sensibilizar as nossas crianças para o DAR e desvia-las um pouco da cegueira do receber, fruto da nossa sociedade de consumo desenfreado, voltando assim aos verdadeiros valores natalícios.    

Sabendo que existe no nosso conselho uma Instituição, a Janela Aberta, com interesse em receber roupas e brinquedos, iríamos colocar num local de passagem, uma caixa, onde as crianças que quisessem partilhar, pudessem colocar o que trouxessem de casa para oferecer às outras crianças da sua idade que não têm um verdadeiro lar.
Pretende-se que as ofertas estejam em boas condições, ou seja,  as roupas a oferecer podem ser em 2ª mão desde que estejam ainda boas para usar, sem remendos e/ou marcas de desgaste. Os brinquedos teriam que obedecer aos mesmos critérios, sendo que os jogos teriam que estar completos e as bonecas com (cabelo, olhos e
) roupa. Também podemos dar umas gulodices de Natal.
A caixa identificada para este fim, estaria num cantinho perto do refeitório, até ao último dia de aulas.

No dia 19.12., que é o 1º sábado de férias de Natal, seria uma boa data para entregar o que assim for recolhido.

Queremos assim que as nossas crianças se sintam mais felizes por dar, do que com o receber.

 

JANELA ABERTA:

 

O Centro de Acolhimento Temporário Janela Aberta da Cooperativa Pelo Sonho É Que Vamos, tem como objectivo acolher temporariamente crianças em situação de risco, dos 0 aos 12 anos, e criar redes e políticas de emergência à família.

O Centro de Acolhimento Temporário Janela Aberta é uma resposta social promovida pela Cooperativa Pelo Sonho É Que Vamos e tem como parceiros a autarquia, a Junta de Freguesia de Arrentela, o Centro Distrital de Segurança Social de Setúbal - Serviço de Acção Social do Seixal, o Hospital Garcia de Orta e a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens do Seixal
.

Contactos
Cooperativa "Pelo Sonho É Que Vamos"
Av. General Humberto Delgado, n.º 115 - Farinheiras
2840 Seixal

Tel: 212272364

Fax: 212272364

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Escola Qtª Morgados às 13:16

Não posso deixar de vos dar a ler este texto da Amanda Zenhas

Segunda-feira, 23.11.09

 

Representante dos encarregados de educação
Armanda Zenhas| 2009-11-18
O reconhecimento crescente da importância da participação dos encarregados de educação (EE) na vida das escolas vai sendo feito institucionalmente.

Quando uma criança entra para a escola, os pais devem entrar também. Não no sentido de fazerem os trabalhos escolares do seu filho. Mas sim no sentido de considerarem que o seu apoio é fundamental, motivador e estruturante para a criança.

O reconhecimento crescente da importância da participação dos encarregados de educação (EE) na vida das escolas tem vindo a ser feito institucionalmente. À formação das Associações de Pais e EE seguiu-se a sua participação nos Conselhos Pedagógicos, nos conselhos de turma e na Assembleia de Escola, tendo esta sido substituída, recentemente, pelo Conselho Geral.

Como se procede à selecção do representante dos EE de cada turma? Quais são as suas funções?

A resposta à primeira pergunta pode parecer rápida, directa e fácil: por eleições. A verdade é que ela coloca muitos problemas: nem sempre os EE se conhecem suficientemente bem para realizarem uma escolha consciente. Muitas vezes acabam por ser escolhidos os poucos que se disponibilizam para o cargo, mercê da sua consciência pessoal e disponibilidade profissional.

A resposta à segunda pergunta tem vindo a ser construída na vida quotidiana das escolas. De acordo com a lei, os representantes dos EE participam em todas as reuniões do conselho de turma, excepto naquelas que se destinam à avaliação. Assim eles contribuirão para a elaboração do projecto curricular de turma; para a análise dos problemas de integração dos alunos; para a análise do relacionamento entre os alunos, os professores e os EE; para a promoção de actividades diversas, como, por exemplo, de colaboração entre a escola e a comunidade.

Existe ainda pouca tradição de trabalho autónomo dos EE de cada turma, a fim de que os seus representantes os representem de facto a todos e não apenas a si próprio. Contudo, vão existindo exemplos de práticas importantes por parte de alguns representantes de EE, conselhos de turma e órgãos de gestão.

Há representantes que colaboram com os directores de turma (DT) para a resolução de situações complicadas, como por exemplo contactos com pais que não vão à escola e aproximação a algumas famílias, visto conhecerem melhor essas pessoas, que podem até ser suas vizinhas. Há DT que promovem actividades de convívio entre as famílias.

Há conselhos de turma que incentivam a participação dos EE nas suas actividades e decisões. Há órgãos de gestão que abrem as portas da escola à comunidade, começando por fazer um convite aos representantes dos EE para que a visitem em período de funcionamento, a fim de se inteirarem dos seus recursos e das suas carências.

Da partilha das experiências bem sucedidas e da análise dos problemas que se vão detectando se pode construir uma participação mais intensa e mais eficaz dos EE na vida da escola, nomeadamente na da turma dos seus educandos, e se pode dar mais conteúdo e forma a esta participação dos seus representantes. Todos sairão a ganhar: alunos, famílias e escola.
 

 

Cumprimentos

Fernanda

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Escola Qtª Morgados às 12:36

Crianças e Jovens Vítimas de Maus Tratos

Terça-feira, 17.11.09

 

Crianças e jovens vítimas de maus tratos

"Nenhum governo resolve os problemas das crianças"

O Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro, reconheceu que nenhum Governo é capaz de resolver os problemas das crianças e apelou à participação da sociedade portuguesa na defesa dos direitos das crianças.

"Em país nenhum do mundo as governações estatais, por si próprias, são capazes de resolver os problemas das crianças. E necessário que a sociedade civil e que instituições como esta colaborem para minorar e evitar as dezenas de milhares de crianças que são vítimas de agressões físicas, sexuais, psicológicas, com infâncias destruídas".

Presente no II Fórum da associação Abrigo, que se realizou, em 13/11/2009, no Montijo, Pinto Monteiro defendeu que Portugal ainda tem importantes desafios quanto à defesa dos direitos das crianças e dos jovens. "Desaparecem por ano um milhão de crianças" em vários países do mundo, e "milhões são vítimas de agressões, maus tratos, de fome". Portugal, disse, "está muito longe de resolver o problema, mas a sociedade tem um contributo decisivo para isso".

Na mesma linha de pensamento, Jorge Sampaio, Alto Representante das Nações Unidas para a Aliança das Civilizações, destacou o papel crucial da escola "na formação e educação das futuras gerações".

"A escola tem hoje uma enorme responsabilidade, o que significa que os educadores e as famílias têm um papel muito importante. Mas não é possível ter as estatísticas que temos. Não é possível ter um jovem a dizer que no dia 9 de Novembro se comemora o 25 de Abril". O ex-Presidente da República falou ainda na necessidade de apoiar também os pais, dando-lhes mais competências.

Também presente neste fórum, o juiz conselheiro Laborinho Lúcio, sublinhou que "a escola tem o objectivo de garantir a eficácia da qualidade, naquilo que é o seu programa final". "Tenho muita dificuldade em aceitar que o principal objectivo da escola não seja a inclusão e a integração das suas crianças e jovens", disse.

Tendo em conta que um dos direitos fundamentais das crianças é o direito à família, o tema da adopção e a morosidade da mesma foi um dos temas abordados na sessão. "A componente da justiça é decisiva. Como é possível estar anos à espera de uma regulação do poder paternal? Nada disto faz sentido. Não podemos ter a chamada „formalidade do ano passado‟ em problemas que se agravam dia para dia", declarou Jorge Sampaio.

De legislação falou o antigo bastonário da Ordem dos Advogados Rogério Alves para quem Portugal sobre de um mal crónico: a abundância de leis. "Vivemos num País de enjoo, de overdose de leis. Temos leis que cheguem e sobram. O choque brutal é entre as leis e a realidade. A lei, na prática, não funciona, o nosso formalismo processual não está ao serviço da boa decisão da causa".

13 Novembro 2009 – Correio da Manhã

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Escola Qtª Morgados às 14:58




Contador de Visitas